BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Covid-19: Joilson classifica como positiva alternativa imposta pela Chapecoense para realização de treinos

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Orientações para a realização de treinos físicos são repassadas aos atletas da Chapecoense de forma virtual - Crédito: Divulgação

Orientações para a realização de treinos físicos são repassadas aos atletas da Chapecoense de forma virtual – Crédito: Divulgação

Da Redação
Chapecó, SC, 09 de maio de 2020

A Chapecoense voltou aos treinamentos nesta semana. Mas, por enquanto, somente treinos por videoconferência. Em Santa Catarina, ainda não existe uma data definida para que os clubes possam retomar os trabalhos nos gramados. Enquanto aguardam novidades das autoridades responsáveis, os atletas seguem rotina diária de treinos, tudo controlado por vídeo pela comissão técnica da Chape.

O zagueiro Joilson, que chegou ao clube em 2019, avalia a situação inusitada. “A gente sabe que não é o ideal, mas considerando toda essa situação do coronavírus, que o mundo inteiro vive, acho que é uma boa alternativa. A nossa comissão prepara os treinos e passa tudo por vídeo para fazermos de casa. Vem sendo assim os nossos treinamentos, tudo virtual por enquanto”, revelou o defensor, que acumula sete jogos disputados em 2020.

A última partida oficial da Chape aconteceu no dia 15 de março diante do Atlético Tubarão (SC), pela última rodada do estadual de Santa Catarina. Naquela ocasião, o Verdão do Oeste catarinense venceu o confronto pelo placar de 3 a 1. O resultado deixou o time do técnico Umberto Louzer na 8ª posição na tabela de classificação, garantindo dessa forma, a última vaga para a fase quartas de final. Sua campanha é composta por 2 vitórias, 4 empates, 3 derrotas, 8 gols marcados e outros 6 sofridos em 9 partidas realizadas.

A mais de dois meses sem entrar em campo, Joilson comenta sobre o período. “É difícil, mas não temos outra opção. Não podemos ser egoístas nesse momento e querer que os jogos voltem de qualquer forma. O futebol envolve muitas pessoas e a vida de cada um é muito importante. Vamos levando assim, um dia de cada vez, até que tudo fique melhor e possamos voltar”, finalizou.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_