BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Covid-19: Com capacidade para 170 leitos, Hospital do Maracanã começa a receber pacientes graves de Coronavírus

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Complexo do Maracanãzinho se transforma em hospital de campanha para receber pacientes com Covid-19 - Crédito: Divulgação

Complexo do Maracanãzinho se transforma em hospital de campanha para receber pacientes com Covid-19 – Crédito: Divulgação

Da Redação com Agência Brasil
Rio de Janeiro, RJ, 10 de maio de 2020

O Hospital de Campanha do Maracanã, na zona norte do Rio de Janeiro (RJ), começa a receber os primeiros pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) infectados pela Covid-19 na noite deste sábado (09). A unidade, inicialmente, funcionará com capacidade para 170 leitos, 50 deles de unidade de terapia intensiva (UTI). Os outros 230 serão entregues à população ao longo da próxima semana. Ao todo, dos 400 leitos, 160 serão de UTI.

Desde a manhã, profissionais de saúde que vão atuar em hospitais de campanha do estado, incluindo o Maracanã, participaram de treinamento, realizado no Maracanãzinho. O hospital vai receber pacientes em estado grave infectados pela Covid-19. A Secretaria de Estado de Saúde (SES) esclarece que internados em unidades das redes municipal, estadual e federal serão transferidos para a do Maracanã por meio o Sistema Estadual de Regulação (Sisreg).

De acordo com o governador Wilson Witzel “desde o início da pandemia, o governo do estado tem trabalhado para aumentar a capacidade da rede estadual para atender a população com dignidade. Os hospitais de campanha serão fundamentais na luta contra a Covid-19 e vão ajudar a desafogar o nosso sistema de saúde. É também muito importante contar com o apoio da iniciativa privada”.

As equipes médicas que vão trabalhar no Hospital de Campanha do Maracanã contarão com dois equipamentos de tomografia computadorizada e aparelhos de ultrassom, raio-X portátil e hemodiálise. A grande novidade será um computador que permitirá aos pacientes internados conversar por videoconferência com os parentes em casa.

O secretário de Estado de Saúde, Edmar Santos, informou que “estamos trabalhando há meses para salvar o maior número possível de vidas. E a inauguração deste e dos outros hospitais de campanha ao longo deste mês vai ser muito importante para este objetivo”.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_