BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Alagoano: Ex-Chapecoense, Diego Torres mantém rotina de treinos na Argentina durante a quarentena

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Contratado pelo CRB, o meia argentino ainda não conseguiu se apresentar ao CRB - Crédito: Márcio Cunha

Contratado pelo CRB, o meia argentino ainda não conseguiu se apresentar ao CRB – Crédito: Márcio Cunha

Da Redação
Maceió, AL, 11 de maio de 2020

Ex-Chapecoense, o experiente meia argentino Diego Torres, 29 anos, foi anunciado como reforço do CRB para a sequência desta temporada em meados de março. Ainda sem a possibilidade de se apresentar ao novo clube por conta da pandemia provocada pelo Covid-19, Torres espera uma trégua do vírus para deixar a Argentina com destino ao Brasil. Enquanto este momento não chega, ele mantém sua rotina de treinos para reduzir os impactos causados.

“Estou esperando as coisas melhorarem para que eu possa retornar ao Brasil. Aqui na Argentina as fronteiras continuam fechadas e temos buscado seguir as recomendações das autoridades de saúde. Eu e minha família temos ficado em casa e tomado todos os cuidados de higiene e distanciamento social. Espero que todos fiquem bem para que em breve possamos voltar a fazer aquilo que amamos”, relatou o meia argentino.

O CRB será o seu segundo clube no futebol brasileiro. Diego Torres chegou ao Brasil após ser contratado pela Chapecoense em 2018, onde permaneceu até o começo desta temporada. Em território argentino, mais precisamente na cidade de Córdoba (ARG), Torres busca manter a forma física neste período que permanece em isolamento social na sua casa. O meia detalha a sua rotina de treinos durante a quarentena no país.

“Tenho realizado atividades físicas todos os dias e também faço alguns trabalhos com bola. Isso vem me ajudando a manter o condicionamento e tenho certeza que será muito importante na minha chegada ao CRB. Quero me apresentar ao clube na melhor condição possível”, concluiu o atleta, que pela Chape atuou em 45 jogos, onde anotou quatro gols e deu quatro assistências.

Além da Chapecoense, Diego Torres vestiu as camisas do Chacarita Juniors (ARG), Alumni de Villa María (ARG), Estudiantes de Caseros (ARG) e Deportes Iquique (CHI). Pelo time de Santa Catarina, o argentino entrou em campo por 45 oportunidades e marcou 4 gols. De acordo com informações apuradas pelo portal Diário da Bola, um dos motivos pela rescisão de contrato na Chape foi o seu alto salário de aproximadamente R$ 200 mil.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_