BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Covid-19: Uefa afirma que Eurocopa pode ter redução do número de cidades-sede

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Uefa acredita que a Eurocopa-2020 possa acontecer com um número menos de sedes - Crédito: Octav Ganea

Uefa acredita que a Eurocopa-2020 possa acontecer com um número menos de sedes – Crédito: Octav Ganea

Da Redação com Agência Brasil
Nyon, SWI, 19 de maio de 2020

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) pode fazer com a que a próxima edição da Eurocopa, remarcada para o período de 11 de junho a 11 de julho de 2021, aconteça com menos sedes do que o previsto inicialmente, é o que afirma o presidente da Uefa (entidade máxima do futebol europeu), o esloveno Aleksander Ceferin. A mudança da data já havia sido adiantada pelas redes sociais da Federação Norueguesa de Futebol (Norgegs Fotball Forbunds|). O torneio – que aconteceria inicialmente a partir do dia 12 de junho.

“A ideia é permanecer nas mesmas cidades. Tivemos conversas com nove cidades e está tudo pronto. Com três cidades, temos alguns problemas. Então, discutiremos mais e, a princípio, faremos isso em 12 cidades. Mas, se não [for possível], estamos prontos a fazê-lo em 10, nove ou oito [cidades-sede]”, declarou o dirigente da Uefa.

A próxima Eurocopa será uma edição festiva da competição. Ela celebra os 60 anos do torneio, e estava programada para acontecer, em 2020, em 12 sedes diferentes no território do Velho Continente. Em razão da pandemia do novo coronavírus, no início de março a Uefa emitiu um comunicado adiando a 16ª edição da Eurocopa para o período de 11 de junho a 11 de julho de 2021.

No comunicado oficial, a Uefa afirma que “a saúde de todos os envolvidos no jogo é prioridade, bem como evitar colocar pressão desnecessária sobre os serviços públicos nacionais envolvidos na realização das partidas. A mudança ajudará todas as competições nacionais, atualmente em espera devido à emergência Covid-19, a serem concluídas”.

De acordo com o comunicado, a UEFA decidiu criar um grupo de trabalho para planejar como ficarão os calendários de competições para a conclusão das atuais temporadas. A medida foi adotada após reunião na manhã do último domingo (17), por videoconferências, entre a entidade e os presidentes e secretários-gerais de 55 federações nacionais, além de representantes da Associação Europeia de Clubes, Ligas Europeias e FIFPro (sigla em francês para Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol).

Entre as competições já paralisadas, estão a Liga dos Campeões, a Liga Europa e campeonatos de cada país. A 16ª edição da Eurocopa já tinha 20 dos 24 participantes definidos na competição. Haveria ainda neste mês a realização da respescagem com realização de partidas para definir os quatro últimos classificados. As novas datas ainda serão remarcadas pela Uefa.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_