BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Covid-19: Com flexibilização no Rio de Janeiro (RJ), Maracanã pode reunir condições de receber até 22 mil pessoas

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Com flexibilização, Maracanã poderá receber, a partir de julho, 22 mil pessoas por partida - Crédito: Divulgação

Com flexibilização, Maracanã poderá receber, a partir de julho, 22 mil pessoas por partida – Crédito: Divulgação

Da Redação com Agência Brasil
Rio de Janeiro, RJ, 04 de junho de 2020

Os centros de treinamento das equipes de futebol podem voltar a funcionar na cidade do Rio de Janeiro (RJ). Por decreto, que foi publicado nesta terça-feira (02), a Prefeitura carioca começa plano de seis fases para reabrir as atividades no Rio. Na primeira etapa, os Centros de Treinamentos já estão autorizados a retomar as atividades, mas sem a presença de público e da imprensa. Já o estádio Jornalista Mário Filho, o Maracanã, poderá receber até 22 mil pessoas a partir de julho.

Além disso, atividades esportivas no calçadão das praias estão liberadas. No mar, o surfe e qualquer outra prática individual também podem recomeçar. A ideia do prefeito Marcelo Crivella é avançar de fase a cada 15 dias, após avaliar os leitos hospitalares diante dos próximos números de casos do novo Coronavírus (Covid-19). Na segunda etapa deste processo está prevista a volta dos jogos, mas com portões fechados.

Em julho, na terceira etapa, o público até pode voltar aos estádios, mas ocupando apenas 33% dos lugares disponíveis nas praças esportivas. O Maracanã, por exemplo, poderia receber 22 mil torcedores para acompanhar uma partida. O Campeonato Carioca está parado desde meados de março e os clubes divergem quanto à volta da competição. O Ministério Público também fez uma recomendação contrária à Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) e à própria Prefeitura quanto ao retorno do futebol neste momento.

A Secretaria de Estado de Saúde divulgou, no fim da tarde da última segunda-feira (1º de junho), que o Rio de Janeiro registra 54.530 casos de coronavírus, com 5.462 mortes. A capital lidera o número de infectados pela doença, com 30.014 casos e 3.671 óbitos. Na semana anterior, Botafogo (RJ) e Fluminense não concordaram com o retorno das atividades no futebol e ameaçaram impugnar o arbitral da Federação Carioca de Futebol, que tratava sobre o assunto.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_