BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série A3: Sem acordo para renovação de contrato, Nathan Índio se despede do Desportivo Brasil

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Ex-Internacional (RS), o volante Nathan Índio não faz mais parte dos planos do Desportivo Brasil para a sequência da disputa do Campeonato Paulista da Série A3 - Crédito: Divulgação

Ex-Internacional (RS), o volante Nathan Índio não faz mais parte dos planos do Desportivo Brasil para a sequência da disputa do Campeonato Paulista da Série A3 – Crédito: Divulgação

Da Redação
Porto Feliz, SP, 09 de junho de 2020

Com contrato encerrado no final do mês anterior, o volante Nathan Índio não chegou a um consenso com o Desportivo Brasil e colocou um ponto final em sua passagem pelo clube da cidade de Porto Feliz (SP), que disputa a Série A3 do Campeonato Paulista. De acordo com o atleta um dos motivos por não renovar seu vínculo com o DB foi os efeitos causados pelo avanço da pandemia do Covid-19, além de um cenário coberto de incertezas.

“O clube [Desportivo Brasil] ainda não me procurou para renovação e não sabemos quando essa pandemia vai acabar [e muito menos] quando o futebol terá seu retorno. Espero que o futebol possa retornar em breve, mas claro, com segurança em primeiro lugar. Meu amigo Paulinho Ceará está monitorando algumas situações, ele que me levou ao Desportivo Brasil”, declarou o volante Nathan Índio.

Nathan, 26 anos, iniciou a carreira no Paulista de Jundiaí (SP), porém se destacou no Internacional (RS). Com a camisa do Desportivo Brasil, Índio disputou dez jogos dos onze disputados pela equipe do interior paulista. “Iniciei a carreira no Paulista, disputei varias competições de base, desde Campeonato Paulista até a famosa Copa Nike, em 2012. Fiz uma excelente Copa SP, marquei três gols e muitos cubes ficaram interessados por mim e acabei optando pelo Internacional (RS)”, disse o volante.

Além de destacar suas característica, o ex-atleta do Desportivo Brasil valorizou o trabalho de técnicos como Abel Braga, Dunga, Guto Ferreira, entre outros, que de acordo com ele todos tiveram papel fundamental para sua carreira. “Além destes citados ainda não posso esquecer do Osmar Loss, André Jardine e por último o professor Elio do Desportivo Brasil. Todos sem exceção tem papel fundamental na minha carreira, aprendi muita coisa com cada um deles, todos me aconselharam, me ajudaram na forma de atuar acredito que em breve posso estar na Série A do Brasileiro novamente”, concluiu.

Antes de chegar ao Desportivo Brasil, Índio vestiu as camisas do Paulista de Jundiaí (SP), Internacional (RS), Ponte Preta, Votuporanguense, Guarani de Venâncio Aires (RS), Valeriodoce e União Luziense. Já o DB ocupa a 8ª posição na tabela de classificação do Campeonato Paulista da Série A3 com 14 pontos conquistados em 11 jogos realizados. Classificam-se para a fase quartas de final do terceiro nível do futebol paulista, os oito primeiros colocados nesta etapa inicial.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_