BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Gaúcho: Apesar da lanterna, Ravel Pelegrini classifica como especial vitória do Pelotas sobre o Brasil de Pelotas (RS)

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Ex-Operário (MS), o goleiro Ravel Pelegrini fez sua estréia com a camisa do Pelotas no clássico diante do Brasil de Pelotas (RS) - Crédito: Divulgação

Ex-Operário (MS), o goleiro Ravel Pelegrini fez sua estréia com a camisa do Pelotas no clássico diante do Brasil de Pelotas (RS) – Crédito: Divulgação

Da Redação
Pelotas, RS, 01 de agosto de 2020

Atual campeão da Copa Seu Verardi, em 2019, e da Recopa Gaúcha, o Pelotas amargou nesta temporada o rebaixamento para a segunda divisão do Campeonato Gaúcho. Apesar da última colocação, o goleiro Ravel Pelegrini, que fez sua estréia com a camisa do Lobo, classificou como especial a vitória por 2 a 1 sobre o Brasil de Pelotas (RS) no clássico pelotense realizado neste sábado (01), no estádio Boca do Lobo, em Pelotas (RS). Ainda neste ano, o time disputa o Campeonato Brasileiro da Série D.

“Esse clássico pra mim foi muito especial por que acabei tendo uma lesão no começo do ano e estava há alguns meses sem jogar por conta da pandemia. Então, particularmente, foi muito especial pra mim por que eu tive algumas dificuldades, entre elas, salários atrasados em outros clubes e jogar o maior clássico do interior é gratificante. É uma pena a torcida não estar presente”, declarou o goleiro Ravel Pelegrini.

Além de festejar o triunfo conquistado pelo Pelotas no clássico pelotense, Pelegrini, que foi contratado junto ao Operário (MS) em meio a pandemia provocada pelo Covid-19, entende que esta foi uma campanha desagradável para o torcedor da equipe. O time da cidade de Pelotas (RS) venceu apenas o Juventude, no primeiro turno, e o clássico contra o Brasil nesta edição do Campeonato Gaúcho. Estas partidas foram realizadas no estádio Boca do Lobo.

“Acompanhei de fora a primeira parte do campeonato e cheguei ao Pelotas para estes três jogos e joguei apenas contra o Brasil de Pelotas (RS). Sabemos que foi um pouco conturbada [a campanha] e com poucas vitórias. É um assunto delicado de falar por que eu não estava aqui. Podemos dizer que foi uma campanha desagradável para o torcedor. Acompanho sempre a torcida do Pelotas e vejo que é extremamente apaixonada”, encerrou.

Com a vitória por 2 a 1 no clássico pelotense diante do Brasil de Pelotas (RS), o Pelotas encerrou sua participação no Campeonato Gaúcho na 12ª colocação com apenas 8 pontos conquistados em 11 jogos realizados e na 5ª posição do grupo A do 2º turno daquela competição estadual com 4 pontos em 6 partidas disputadas. O Lobo teve como retrospecto 2 vitórias, 2 empates, 7 derrotas, 11 gols marcados e outros 18 gols sofridos. Seu aproveitamento dos pontos disputados foi de 24%.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_