BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Série B: Antes da estréia, Arthur Araújo ressalta objetivo do Cruzeiro em retornar à elite do futebol brasileiro

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, o zagueiro Arthur Araújo espera terminar a temporada com o retorno do Cruzeiro à elite do futebol nacional - Crédito: Gustavo Aleixo

Da Redação
Belo Horizonte, MG, 07 de agosto de 2020

O zagueiro Arthur Araújo, 21 anos, já teve a oportunidade ser campeão da Copa do Brasil com Cruzeiro, mas agora se prepara para o desafio de ajudar a recolocar o clube na elite do futebol brasileiro. Ele entende que ganhar é o 1° passo neste processo para recolocar a Raposa na Série A do Campeonato Brasileiro. O primeiro desafio da equipe do estado de Minas Gerais acontece neste sábado (08), ás 19h, diante do Botafogo (SP), no estádio Governador Magalhães Pinto, o Mineirão, em Belo Horizonte (MG).

Ciente da importância do acesso para todos os cruzeirenses, Araújo afirmou estar focado para iniciar a Série B com o pé direito. O defensor cruzeirense destacou as qualidades do Pantera e acredita que o time pode causar problemas ao time do técnico Enderson Moreira nesta partida de estréia. Na rodada seguinte, a Raposa visita o Guarani na próxima terça-feira (11), ás 20h30, na Arena Barueri, em Barueri (SP).

“Sabemos que o Botafogo (SP) é um adversário difícil. Ganhou do São Paulo e só foi eliminado pelo RB Bragantino nos pênaltis na disputa do Troféu do Interior. Ou seja, engrossou para dois times de Série A no Paulistão. Mas estamos focados para fazer uma ótima estreia. Ganhar esse jogo é o primeiro passo para recolocar o Cruzeiro no lugar em que o clube merece: a elite do Brasileirão”, disse o defensor.

Revelado nas categorias de base do Cruzeiro, o zagueiro defendeu as cores do Nacional (POR), Estoril Praia (POR) e Tombense antes de retornar ao Alviceleste. Em seu currículo constam os títulos do Campeonato Mineiro (2018) e da Copa do Brasil (2017). Ele também destacou que se sente feliz e honrado em defender as cores da Raposa, pois a história do clube é grandiosa, independentemente dos últimos resultados dentro de campo.

“Não queríamos que o Cruzeiro estivesse na Segunda Divisão, mas isso não diminui o tamanho do clube. É sempre uma honra vestir essa camisa em qualquer momento. Temos muitos exemplos de times que caíram e voltaram ainda mais fortes. Espero fazer parte do retorno desse gigante do futebol brasileiro e mundial”, finalizou.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_