BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

França: Em derrota do PSG (FRA), Neymar acusa zagueiro do Olympique (FRA) de racismo e juiz de conivência

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
O atacante brasileiro Neymar acusa o espanhol Álvaro González de racismo em partida do Campeonato Francês - Crédito: Gonzalo Fuentes

Da Redação com Agência Brasil
Paris, FRA, 15 de setembro de 2020

O atacante Neymar, do Paris Saint-Germain (FRA), disse que foi chamado de “macaco filho da p…” pelo zagueiro espanhol Álvaro González, do Olympique de Marselha (FRA). Segundo o brasileiro, a fala racista teria sido proferida durante o clássico entre as equipes pela segunda rodada do Campeonato Francês, no domingo (13). Aos 37 minutos primeiro tempo, Neymar se dirigiu ao quarto árbitro reclamando de González, aos gritos de “Racismo, não”.

O clima ficou pior em meio a uma confusão generalizada, entre atletas de ambos os times, nos acréscimos da etapa final. Em nova discussão, o brasileiro deu um tapa na nuca do espanhol, que foi identificado pelo árbitro de vídeo (VAR) e levou à expulsão do atacante. Mais quatro jogadores levaram o vermelho na discussão: o lateral Laywin Kurzawa e o volante Leandro Paredes, do PSG, e o lateral Jordan Amavi e o atacante Dario Benedetto, do Olympique.

“Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca. [O] VAR pegar a minha ‘agressão’ é mole. Agora eu quero ver pegar a imagem do racista me chamando de ‘mono hijo de p… [macaco filho da p…, em espanhol]. Isso eu quero ver! E aí? Carretilha você me pune. [Por] Cascudo, sou expulso. E eles? E aí?”, disse o atacante brasileiro Neymar.

O camisa 10 da Seleção Brasileira e do PSG (FRA) fez também uma referência a um cartão amarelo que levou em fevereiro, após reclamar de ser repreendido por tentar uma jogada de efeito. O árbitro daquele jogo foi o mesmo de domingo: Jérôme Brisard. González se defendeu, também usando o Twitter, em postagem reunindo companheiros do Olympique, entre eles, atletas negros.

“Não há lugar para racismo. [Tenho uma] Carreira limpa e com muitos colegas e amigos no dia a dia. Às vezes, você tem que aprender a perder e assumir isso em campo. Incríveis três pontos hoje”, escreveu o espanhol, citando a vitória do time de Marselha por 1 a 0 no clássico.

Neymar, porém, revoltou-se com a manifestação do zagueiro e o rebateu na rede social. “Você não é homem de assumir teu erro, perder faz parte do esporte. Agora insultar e trazer o racismo pra nossas vidas não. Eu não estou de acordo. Eu não te respeito. Você não tem caráter. Assume o que tu fala, mermão. Seja homem, rapá! Racista!”, respondeu o atacante.

No site oficial da Ligue 1, como é conhecido o Campeonato Francês, a matéria do jogo não cita a acusação de Neymar, mas destaca a expulsão do brasileiro e a vitória do Olympique no clássico, enaltecendo as defesas do goleiro Steve Mandanda, do time de Marselha. A Liga de Futebol Profissional (LFP) francesa ainda não se manifestou. O Comitê Disciplinar da entidade será responsável por eventuais sanções.

Na 17ª colocação do Campeonato Francês, a Ligue 1, com nenhum ponto conquistado em 2 jogos realizados, o Paris Saint-Germain (FRA) encara neste domingo (13), ás 08h [Horário de Brasília (DF)], no estádio Allianz Riviera, em Nice (FRA), o Nice (FRA), 6º colocado na competição nacional com 6 pontos ganhos. Este confronto é válido pela 4ª rodada da competição nacional. Os três primeiros colocados garantem vaga na próxima edição da Liga dos Campeões da Europa, enquanto os dois últimos são rebaixados para a 2ª divisão francesa.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_