BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Libertadores: Cuca valoriza triunfo do Santos contra o Delfín (EQU) e crítica sequência de jogos

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
O técnico Cuca lamentou a sequência de jogos e o pouco tempo para treinar - Crédito: Divulgação

Vinícius Borges*
Manta, EQU, 26 de setembro de 2020

O Santos visitou nesta quinta-feira (24), no estádio Jocay, em Manta (EQU), o Delfín (EQU), atual campeão equatoriano, e voltou para Santos (SP) com a vitória por 2 a 1 na bagagem e a liderança isolada do grupo G desta edição da Copa Libertadores. No entanto, o técnico Cuca, além de valorizar o resultado obtido fora de casa, ressaltou a sequência de jogos e viagens que o Peixe realizou e irá realizar nos próximos dias por conta da disputa simultânea do Campeonato Brasileiro da Série A.

“A gente viaja, dorme um pouco na sexta e trabalha um pouquinho no sábado pra jogar no domingo. Depois viajamos, jogamos contra o Olimpia, que é outro jogo decisivo. Depois viaja pra jogar contra o Goiás, outro jogo importante. Aí na quarta feira tem o Corinthians. É difícil jogando quarta e domingo você manter um alto nível de jogo. Chega um momento que todo mundo acusa, e por isso que a gente tem feito o uso do plantel, com esse meninos que tem entrado também”, disse o técnico Cuca.

Os gols da vitória santista foram marcados por Marinho e Jean Mota para o time da Vila Belmiro, enquanto Rojas marcou para os donos da casa. Além de comemorar o triundo longe de seus domínios, o comandante do Alvinegro Praiano justificou a estratégia utilizada por ele para a partida diante do Delfín (EQU). Para garantir sua classificação à fase oitavas de final daquela competição internacional, o Peixe precisa de apenas um pontos em duas partidas. A equipe enfrenta o Olímpia (PAR) e o Defensa y Justicia (ARG).

“Eu deixei os dois [Kaio Jorge e Raniel] em campo para que a gente matasse o jogo porque sabemos que com 1 a 0 qualquer lance é perigoso, e aconteceu no único lance do adversário o gol do empate. Aí, então, tivemos que mexer diferente. Botamos dois meias, e graças a Deus no primeiro lance o Jean Mota pode fazer o gol”, concluiu.

Na 1ª colocação do grupo G da Copa Libertadores com 10 pontos conquistados em 4 jogos realizados, o Santos visita na próxima quinta-feira (1º de outubro), ás 19h, no estádio TIGO Manuel Ferreira, em Assunção (PAR), o Olimpia (PAR), 3º colocado daquela chave com 5 pontos ganhos. Este duelo é válido pela quinta rodada da primeira fase daquele grupo da competição internacional. Os dois primeiros colocados de cada grupo garantem vaga na próxima fase, enquanto os terceiros colocados de cada grupo disputa a Copa Sul-Americana.

*Sob supervisão de Antônio Boaventura

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_