BUSCAR NOTÍCIA

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_

Brasileirão: Marinho valoriza braçadeira de capitão e lamenta empate do Santos contra o Fortaleza

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest
O atacante Marinho lamentou o empate do Santos diante do Fortaleza - Crédito: Ivan Storti

Da Redação
Santos, SP, 27 de setembro de 2020

O Santos conheceu neste domingo (27), no estádio Urbano Caldeira, a Vila Belmiro, em Santos (SP), diante do Fortaleza, seu quinto empate nesta edição do Campeonato Brasileiro da Série A. O empate em 1 a 1 deixou o Peixe na 9ª colocação com 17 pontos conquistados. Já o atacante Marinho valorizou o fato de ser capitão do Alvinegro Praiano, além de lamentar a igualdade diante do Leão do Pici. Ele também ressaltou a conduta adotada nas últimas rodadas.

“Orgulho maior é vestir essa camisa. Um orgulho que é complicado falar. Emoção muito grande por ser capitão do time. Mas, capitão são todos que estão buscando, trabalhando e fazendo seu melhor. O silêncio foi mais para focar no trabalho, que todo mundo fale do Marinho mais pelo que faz no campo. Momento meu de trabalhar e que meu nome não venha como meme, mas com meu trabalho mesmo em campo”, disse o atacante Marinho.

Os gols daquele confronto realizado na Vila Belmiro foram marcados por Madson à favor do Santos, enquanto Gabriel Dias marcou para os visitantes. O camisa 11 da equipe do técnico Cuca lamentou a igualdade em casa e revelou que o fato de não estar na lista de convocados do técnico Tite para os confrontos da Seleção Brasileira pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2020, que será realizada no Qatar, não lhe incomoda.

“A gente fica mal, principalmente pelo o que a gente criou. Fico mal quando empata. Foi gosto de derrota e fiquei num momento meu. Às vezes chego no vestiário e quero quebrar tudo. Fiquei comigo mesmo desabafando ali. Essa coisa da Seleção [Brasileira] não me frustra. Deus sabe toda as coisas, faço meu trabalho no Santos e o que acontecer será lucro”, encerrou.

Na 9ª colocação do Campeonato Brasileiro da Série A com 17 pontos conquistados em 12 jogos realizados, o Santos visita neste domingo (04), às 18h15, no estádio Hailé Pinheiro, a Serrinha, em Goiânia (GO), o Goiás, 19º colocado com 9 pontos ganhos. Este confronto é válido pela 13ª rodada do certame nacional. Os seis primeiros colocados garantem vaga na próxima edição da Copa Libertadores, enquanto os quatro últimos são rebaixados à Série B do Campeonato Brasileiro.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on linkedin
Share on pinterest

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

VEJA TAMBÉM_