4ª Divisão: Com técnica européia e americana, Léo Santin quer resultados aplicados na Francana

Alguns desses esquemas treinados no dia a dia tornaram-se, inclusive, artigo publicado na revista norte-americana Soccer Journal em março deste ano

"O campeonato é longo e por isso a gente precisa ter variações de sistemas para não ficar preso em um esquema de jogo só", afirma Léo Santin. Foto: Divulgação

Da redação
Franca, SP, 15 de junho de 2019

Já classificada para a 2ª fase, a Francana entra em campo neste domingo contra a Inter de Bebedouro, às 10 horas, no Estádio José Lancha Filho. Assistente do técnico Alexandre Ferreira, Léo Santin começa a aplicar técnicas de futebol estudadas nos Estados Unidos e na Espanha.

Leo Santin já jogou pela Francana e atuou como atleta nos Estados Unidos. Como se lesionou, decidiu pendurar a chuteira e estudar o futebol na parte tática e técnica. A partir desse novo foco, ele somou experiências nos EUA e também fez estágio no Barcelona, na Espanha.

Agora como assistente de Alexandre Ferreira, os dois implementam as técnicas “estrangeiras” trabalhando ainda em conjunto com o preparador físico Paulo Sérgio e o preparador de goleiros Lindomar Antônio, o Baiano.

A estratégia que vem sendo treinada na Francana foi detalhada no artigo que a revista norte-americana voltada para treinadores publicou. “O artigo fala sobre três sistemas de jogo. O interessante é que você alterna momentos do jogo entre uma pressão alta e uma pressão em bloco baixo. A gente altera os sistemas (de jogo), mas se mantém os mesmos jogadores. Aqui no nosso trabalho, na Francana, a gente tenta colocar isso no dia a dia. Trabalhamos dessa forma para que possamos alternar sem precisar ficar mudando os jogadores”, explica Leo Santin.

Conforme o assistente, há alguns segredos táticos que são mantidos para justamente surpreender os adversários. “O Alexandre Ferreira tem o mesmo estilo que eu gosto de trabalhar, posso dizer que aplicamos essas variações também, mas não posso revelar o nosso segredo, não é? (risos). Continuaremos trabalhando do jeito que deu certo até agora, correções aqui e ali para que a peteca não caia”, aponta.

A utilização dessa técnica permite variar dentro de campo o posicionamento dos jogadores dependendo se eles estão atacando ou defendendo. O método ainda traz algumas vantagens para competições longas, como é o caso da Quarta Divisão do Campeonato Paulista. “O campeonato é longo e por isso a gente precisa ter variações de sistemas para não ficar preso em um esquema de jogo só, além de dificultar o trabalho das outras equipes”, ressalta Leo Santin.

Com 21 pontos, a Francana já está garantida para à próxima fase. A equipe soma seis vitórias e três empates. Léo Santin terá, ainda, o confronto contra a Matonense no próximo domingo (23) novamente em casa e na última rodada contra o Catanduva para testar seus conhecimentos na Veterana.

Comentários

avatar
  Subscribe  
Notify of