Cearense: Após a perda do título estadual, Ceará demite o técnico Lisca

Depois de ser muito festejado por conseguir impedir o rebaixamento do Ceará no Brasileirão de 2018, o treinador caiu no conceito da torcida e da diretoria do Vovô por causa dos sucessivos tropeços na atual temporada e perdeu o emprego

Lisca não resistiu a má campanha em 2019, onde não conseguiu conquistar nenhum caneco

Da Redação
Fortaleza, CE, 21 de abril de 2019

Lisca não é mais treinador do Ceará. Neste domingo (21/4), após perder o segundo clássico consecutivo para o rival Fortaleza, agora por 1 a 0, e ficar com o vice-campeonato cearense, a diretoria do Vovô resolveu colocar fim a sua passagem pelo clube antes mesmo de iniciar o Campeonato Brasileiro, na próxima semana.

Depois de livrar o Ceará do rebaixamento no Brasileirão de 2018, com brilhante recuperação no segundo turno, quando foi enaltecido pela torcida, Lisca caiu no conceito da galera por causa dos inúmeros fracassos em 2019.

Na disputa da Taça dos Campeões, contra o Ferroviário, o Ceará perdeu. Depois, a equipe comandada por Lisca foi eliminada para o Corinthians na Copa do Brasil. E também caiu na Copa do Nordeste para o Náutico. A perda do estadual para o rival Fortaleza, perdendo os dois clássicos (2 a 0 e 1 a 0, respectivamente) foi o último passado para a sua demissão.

O treinador comandou o Ceará em 54 jogos, com 21 vitórias, 13 derrotas e 20 empates. O aproveitamento nessa última passagem foi de 51,2% dos pontos disputados.

O Ceará estreia no Campeonato Brasileiro no próximo domingo (28) contra o CSA, que conquistou em cima do rival CRB o bicampeão alagoano, às 16 horas, no Castelão. Até lá a diretoria espera anunciar o nome do novo treinador do Vovô.

Crédito da foto: Mateus Dantas / O Povo

Comentários

avatar
  Subscribe  
Notify of