Copa das Confederações: Campeão, Draxler destaca entrega da Alemanha na competição

Atual campeã mundial e semifinalista da última Eurocopa, a Alemanha conquistou neste domingo, 02, seu primeiro título da Copa das Confederações

Ulisses Carvalho
São Petersburgo, RUS, 02 de julho de 2017

Capitão da seleção alemã, Julian Draxler, 23 anos, destacou após a final da Copa das Confederações, onde a Alemanha venceu o Chile pelo placar de 1 a 0, a entrega do elenco, e principalmente uma conquista em uma seleção que nunca havia atuado junto. O técnico Joaquim Löw preferiu poupar seus principais jogadores na competição intercontinental.

“Nós jogamos muito e merecemos o título. Nunca havíamos jogado juntos e isso é tudo muito importante”, afirmou o meia alemão. O atleta mais velho da seleção da Alemanha que disputou a Copa das Confederações é o atacante Wagner, com 29 anos.

Enquanto o atacante do Paris San German (FRA) enalteceu o desempenho alemão na competição, o técnico Joaquim Löw, que não levou para a Rússia seus principais atletas, usou a provocação do meia chileno Arturo Vidal para afirmar que a Alemanha possui, segundo ele, a melhor seleção do futebol mundial.

“Antes do jogo, [Arturo] Vidal disse que ganhar este copo significaria que eles seriam a melhor equipe do mundo. Bem, este copo significa que, no momento, a Alemanha ainda é a melhor equipe do mundo. Um lado jovem! Não importa se estava em treinamento ou durante as partidas, você sentiu um espírito vencedor”, concluiu.

Com o título da Copa das Confederações, a Alemanha completa 15 jogos de invencibilidade e agora volta às atenções para as Eliminatórias da Copa do Mundo Rússia 2018. Líder do grupo C com 100% de aproveitamento, a atual campeã da Copa do Mundo encara no dia 01 de setembro, fora de casa, a República Tcheca, terceira colocada da chave com 9 pontos conquistados.