Copa do Brasil: Após derrota para o Atlético (CE), Robert pede melhor aproveitamento do ataque do Joinville

Apesar de jogar pelo empate para se classificar, o JEC não conseguiu segurar o ímpeto do Águia da Precabura e acabou eliminado da competição nacional

Da Redação
Fortaleza, CE, 06 de fevereiro de 2019

Nem mesmo o fato de ter o benefício do empate para assegurar sua vaga á segunda fase da Copa do Brasil por ter melhor posicionamento no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), o Joinville acabou eliminado da competição nacional ao perder por 2 a 0 nesta quarta-feira, 06, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE), para o Atlético (CE). Para o meia Robert, a equipe do JEC precisa melhor seu desempenho no ataque para que possa conquistar os resultados positivos.

“Pecamos nas finalizações, o time deles conseguiu e se classificou. Fica a tristeza, mas agora é melhorar para sair dessa situação. Falta para equipe fazer gols. Se não fizer não vem a vitória. Agora vamos levantar a cabeça”, declarou o meia Robert.

Com gols do atacante Dudu Itapajé, o Atlético (CE) venceu os catarinenses e avançou de fase na Copa do Brasil. Já o atleta do JEC pediu desculpas aos torcedores do clube e afirma que seria muito importante a classificação para recuperar a autoestima em função do rebaixamento na temporada anterior para a Série D do Campeonato Brasileiro. Com a desclassificação, o Joinville deixou de ganhar R$ 625 mil como premiação.

“A gente pede desculpas aos torcedores. Passar de fase seria muito importante para o clube e para nós, infelizmente não conseguimos, agora vamos dar nosso melhor no Campeonato Catarinense”, concluiu.

Com a derrota por 2 a 0 para o Atlético (CE) nesta quarta-feira, 06, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE), o Joinville acabou eliminado desta atual edição da Copa do Brasil. O Coelho catarinense volta suas atenções para a disputa do Campeonato Catarinense. Seu próximo compromisso pela competição estadual está marcada para acontecer neste domingo, 10, ás 19h, fora de casa, contra o Marcílio Dias.