Copa do Brasil: Atacante Ederson descobre tumor e afirma: “Vencerei essa batalha”

Ex-atacante do Atlético (PR) e Lazio, Ederson não tem previsão para seu retorno aos gramados

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 25 de julho de 2017

Após o treino visando o próximo compromisso do Flamengo pela Copa do Brasil, quarta-feira, 26, contra o Santos, na Vila Belmiro, uma notícia delicada foi dada à imprensa e à torcida no Ninho do Urubu. O atacante Ederson foi diagnosticado com um tumor nos testículos e passará por uma operação para a retirada e biópsia do mesmo, devendo ficar fora das atividades do clube por tempo indeterminado.

De acordo com o médico Márcio Tannure, o tumor foi descoberto após um exame mais criterioso para entender o aumento do beta-HCG do jogador, o que originou, inclusive, suspeitas de doping. “Na última quinta-feira, recebemos uma notificação sobre um resultado analítico adverso de um exame antidoping que o Ederson realizou, com o aumento de uma substância chamada beta-HCG. Temos um controle rígido com todos os nossos atletas com relação ao doping, inclusive realizando anualmente palestras orientando todos eles através da Comissão Brasileira de Doping da CBF”, explicou o médico.

Ederson fez um pronunciamento único, no qual agradeceu aos familiares e companheiros de clube pelo apoio recebido, além de demonstrar serenidade para superar esse obstáculo. “Nesses momentos é até difícil ter palavras. Foi uma notícia que me impactou muito, porém, sabendo de tudo exatamente como o doutor explicou, estou triste por essa notícia mas também estou muito tranquilo, ciente dos dias que virão pela frente.

“Sei que será só mais uma batalha e minha vida. Já vencia algumas, portanto estou com o pensamento positivo. Só tenho que agradecer muito o apoio que tenho recebido aqui no clube, da direção, do presidente, do Rodrigo Caetano, dos atletas, da comissão técnica. Estou muito tranquilo para enfrentar isso tudo com o apoio da minha família e tenho certeza que vencerei essa batalha. Seguirei firme para voltar o quanto a fazer o que mais gosto, que é jogar futebol”, explicou.

Já o presidente Eduardo Bandeira de Mello destacou que o atleta receberá todo o apoio do Flamengo durante sua recuperação. “É realmente uma questão delicada. Um problema que será tratado com todo o cuidado e critério que merece. Tenho certeza absoluta, por tudo que já conversei com o Dr. Tannure, que o resultado final será positivo, que tudo vai dar certo e que o Ederson, muito em breve, estará voltando a vestir a camisa do Flamengo”, concluiu o mandatário.