Copa do Brasil: Ceará vence o Foz do Iguaçu (PR) nos pênaltis e enfrenta o Corinthians na terceira fase

No tempo normal, o Vovô ficou no empate sem gols e levou a decisão da vaga para a bola parada, onde o goleiro Fernando Henrique defendeu duas cobranças e deu a equipe cearense a classificação para a terceira fase da competição

Da Redação
Foz do Iguaçu, PR, 27 de fevereiro de 2019

O Ceará está classificado para a terceira fase da Copa do Brasil. E foi no sufoco, após empate sem gols diante do Foz do Iguaçu-PR, fora de casa, em partida única da segunda fase, que levou a decisão dos pênaltis. E deu Vovô, com o goleiro Fernando Henrique brilhando, pegando dias cobranças, e dando a vitória por 4 a 2.

“Comecei o ano como terceiro goleiro. Quero agradecer a toda comissão técnica e aos meus companheiros. Não tem jogo fácil. São jogos traiçoeiros. A bola não entrou na partida, mas Deus coroou nosso trabalho nos pênaltis´´, disse Fernando Henrique em entrevista ao SporTV.

Na terceira fase da Copa do Brasil, o Ceará terá pela frente, em jogos de ida e volta, o Corinthians. As datas dos confrontos ainda serão definidas pela CBF. Neste sábado, o Vovô volta a campo para enfrentar o Sergipe, às 16 horas (de Brasília), no estádio Batistão, em Aracaju, pela quinta rodada da Copa do Nordeste.

O primeiro tempo foi de domínio do Ceará. E o gol só não saiu porque o goleiro Fellipe Alisson, do Foz do Iguaçu, fez duas lindas defesas. Aos 39, o atacante Roger, em-Corinthians, ainda carimbou a trave do time paranaense.

Já na etapa final, o jogo ficou equilibrado, com a marcação sendo priorizada pelas duas equipes. E a igualdade no marcador, ao contrário da primeira fase, que dava a vaga para o visitante, foi para os pênaltis.

Juninho fez 1 a 0 para o Ceará, com Fernando Henrique defendendo o chute de Bruno Nascimento. Porém, Felipe Baxola chutou a segunda cobrança para fora, e Vinicius Martins empatou para o Foz. Ricardinho fez 2 a 1 para o Vovô, e Fernando Henrique foi buscar o chute de Luiz Matheus. Roger e Thomas marcaram: 3 a 2. A classificação cearense foi assegurada na última cobrança, marcada por  Samuel Xavier: 4 a 2