Copa do Brasil: Em derrota do Bragantino (PA), Marcos Goiano aponta favorecimento da arbitragem ao Vila Nova

Gigante do Caeté perdeu o primeiro duelo da fase quartas de final por 2 a 0, e precisa vencer o embate da volta por três gols de diferença para se classificar

O meia Marcos Goiano contestou o desempenho do árbitro potiguar Caio Vieira na derrota do Bragantino (PA) para o Vila Nova - Crédito: Divulgação

Antônio Boaventura
Goiânia, GO, 16 de abril de 2019

Surpresa desta atual edição da Copa do Brasil após eliminar ASA (AL) e Aparecidense, o Bragantino (PA) acabou surpreendido pelo Vila Nova nesta terça-feira, 16, em partida disputada no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO). A derrota por 2 a 0 obriga o time paraense a vencer o Tigre goiano por três gols de diferença para ficar com a vaga à quarta fase da competição nacional. Já o meia Marcos Goiano acredita que o desempenho do árbitro Caio Max Augusto Vieira (RN) prejudicou o Gigante do Caeté.

“Eles [Vila Nova] vieram com uma proposta de jogo, mas infelizmente o resultado não veio. [Foi] vergonhosa a arbitragem. Vergonhosa. Com todo respeito, os caras vem mal intencionados. Tem que respeitar. E não é por que é o Bragantino (PA), clube de Série D, que eles vão vir diferente. Aqui tem onze profissionais. Vergonhosa essa arbitragem”, reclamou o meia Marcos Goiano.

Além das críticas ao árbitro potiguar, o camisa 10 daquela agremiação do estado do Pará entende que é possível reverter a vantagem construída pelo selecionado do técnico Eduardo Baptista, ex-Palmeiras, Fluminense, Sport Recife e Ponte Preta. No entanto, ele pede para que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) possa escalar para o embate derradeiro entre as equipes um árbitro com nível mais elevado que Vieira. Danilo e Rafael Silva marcaram os gols daquele confronto.

“A CBF tem que rever isso. É vergonhoso os caras darem dois pênaltis desse. Pra gente não dá. Mas, vamos trabalhar durante a semana e sabemos que podemos reverter a situação e o nosso time tem capacidade pra isso desde que se coloquem uma arbitragem que apite para os dois lados e não só para o Vila Nova”, concluiu.

Depois de perder por 2 a 0 para o Vila Nova, nesta terça-feira, 16, no estádio Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia (GO), o Bragantino (PA) precisa vencer o adversário por três gols de diferença para que possa conquistar a vaga para a quarta fase da Copa do Brasil e encarar o Juventude. As duas equipes voltam a se enfrentar neste sábado, 20, ás 16h, no estádio Mangueirão, em Belém (PA).

Comentários

avatar
  Subscribe  
Notify of