Copa do Brasil: Márcio Araújo aponta dificuldades da Chapecoense contra o São José (RS) por conta do gramado sintético

Empate sem gols no estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre (RS), garantiu a Chape na próxima etapa da competição nacional

Tigre goiano conheceu diante do Oeste na Arena Barueri, em Barueri (SP), neste sábado, 27, sua primeira derrota no Campeonato Brasileiro

A Chapecoense encontrou nesta quarta-feira, 13, muitas dificuldades no confronto realizado no estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre (RS), diante do São José (RS). Entretanto, o empate sem gols garantiu a Chape na próxima fase da Copa do Brasil por conta de sua melhor posição no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Já o experiente volante Márcio Araújo, ex-Palmeiras e Atlético (MG), entende que o gramado sintético atrapalhou o desempenho dos catarinenses.

“Os caras [São José (RS)] tem muito mais domínio do campo e joga a muito tempo. A gente veio fazer uma partida e se jogar umas três vezes no ano é difícil. Eles tiveram a posse [de bola], mas não muitas chances claras de gol. A gente chegou até mais próximo do gol do que eles”, explicou o volante Márcio Araújo, que soma em sua carreira passagens por Palmeiras, Flamengo e Atlético (MG).

Contudo, ele lamentou a expulsão de Tharlis Sartori e afirmou que a pressão do São José (RS) nos minutos finais era normal em função do regulamento favorecer o Alviverde da cidade de Chapecó (SC) naquele duelo. Diante deste cenário, o volante do selecionado comandado pelo técnico Claudinei Oliveira entende que o time agiu de forma correta ao preservar o resultado de empate, que lhe garantia a classificação.

“A pressão no final do jogo seria normal, até por que eles precisavam do resultado. O empate como nos favorecia não ter o por que ter pressa no jogo. Foi um lance involuntário e entendo que poderia dar a falta, mas o cartão foi demais”, encerrou.

Com o empate em 0 a 0 nesta quarta-feira, 13, no estádio Passo D’Areia, em Porto Alegre (RS), diante do São José (RS), a Chapecoense conquistou a sua classificação para a segunda fase da Copa do Brasil em função de seu melhor posicionamento no ranking da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Agora, a Chape aguarda a definição da CBF quanto a data, horário e local do confronto diante do Mixto, que eliminou o CSA.

Fonte: Rádio Oeste Capital FM 93.3 – Chapecó (SC)

Comentários

avatar
  Subscribe  
Notify of