Copa do Brasil: Vasco luta muito, vence o Bahia em São Januário, mas está fora das quartas de final

Foi um grande jogo da equipe carioca. Não faltou determinação em campo na vitória por 2 a 0, em casa, com apoio maciço da torcida. Mas como havia vencido por 3 a 0, na Arena da Fonte Nova, o Bahia saiu do Rio de Janeiro com a classificação

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 16 de julho de 2018

O Vasco lutou muito, mas não conseguiu a sonhada virada histórica. Depois de perder por 3 a 0 na Arena Fonte Nova, em Salvador, antes da paralisação para a Copa do Mundo, no jogo de ida das oitavas de final, o Gigante da Colina venceu o Bahia por 2 a 0, gols de Yago Pikachu e Andrey, nesta segunda-feira (16/7), em São Januário, mas foi o Tricolor de Aço que ficou com a vaga nas quartas de final.

Agora, o Bahia encara o Palmeiras pelas quartas de final da Copa do Brasil. E na quinta-feira, às 19h30, na Arena Condá, o Tricolor baiano encara a Chapecoense, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. Já o Vasco disputará o clássico contra o Fluminense, também na quinta-feira, às 20 horas, no Maracanã.

O JOGO

Precisando vencer por pelo menos três gols de diferença, que levaria o duelo para os pênaltis, o Vasco tomou a iniciativa do jogo desde o primeiro minuto. Empurrado pela torcida, que compareceu em peso, o time de São januário criou boas oportunidades com Andres Ríos, aos 10 minutos, e Yago Pikachu, aos 12.

O jogo era truncado, até que aos 31 minutos do primeiro tempo, Ramon invadiu a área e foi desarmado pela defesa baiana. Ríos acreditou, ficou com a bola e fez belo corte em Nino Paraíba e desabou no chão. Os jogadores do Bahia reclamaram muito a marcação do pênalti, alegando que o vascaíno cavou e tapeou a arbitragem. Yago Pikachu foi para a bola e bateu com muita categoria, deslocando o goleiro Anderson e abrindo o placar: 1 a 0 para o Vasco.

No segundo tempo, o Bahia veio ainda mais fechado. O Vasco chegou bem em duas jogadas individuais: a primeira aos 7 minutos, quando Wagner bateu da entrada da área e a bola passou perto, e a segunda com Yago Pikachu, que só foi parado com falta. A pressão continuou e, aos 19, o Gigante da Colina chegou ao segundo gol. Pikachu cobrou falta na área e Andrey completou para o gol: 2 a 0 para o Vasco.

A torcida se empolgou e empurrou o time. Que teve duas boas oportunidades de marcar o terceiro, mas a bola insistiu em não entrar. Já nos acréscimos, Andrés Ríos e Léo foram expulsos pelo árbitro Rafael Traci.

FICHA TÉCNICA

VASCO 2 X 0 BAHIA

Estádio: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rafael Traci – PR
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Rafael Trombeta (PR)
Público e Renda: 17.561 presentes / R$ 244.820,00
Cartões amarelos: Vinícius, Edigar Junio, Lucas Fonseca, Léo e Zé Rafael (BAH); Desábato e Ricardo Graça (VAS)
Cartões vermelhos: Andrés Ríos (VAS); Léo (BAH)
Gols: Yago Pikachu, aos 33 minutos do primeiro tempo. Andrey, aos 19 minutos do segundo tempo

VASCO
Martin Silva; Rafael Galhardo (Kelvin), Ricardo Graça, Breno e Ramon (Henrique); Desábato, Andrey, Wagner (Thiago Galhardo), Giovanni Augusto e Pikachu; Andrés Ríos
Técnico: Jorginho

BAHIA
Anderson; Nino Paraíba (Flávio), Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Gregore, Elton (Edson), Mena, Vinícius (Régis) e Zé Rafael; Edigar Junio
Técnico: Enderson Moreira

 

 

Fonte: assessoria de imprensa do Vasco