Gaúcho: Em grande estilo, Grêmio vibra com bicampeonato conquistado em cima do rival Internacional

O clássico de maior rivalidade do futebol brasileiro foi tenso na última quarta-feira (17/4), na Arena. Após empate por 0 a 0 no tempo normal, quando André perdeu um pênalti para o time da casa, o Tricolor levou a melhor nas penalidades: 3 a 2

Após empate sem gols tenso, no tempo normal, o Tricolor gaúcho fez a festa na bola parada, dentro de sua casa

Da Redação
Porto Alegre, RS, 18 de abril de 2019

O Grêmio conquistou na noite de quarta-feira (17/4) o bicampeoato gaúcho! Depois de uma noite repleta de emoções, tensão, nervosismo e pênalti perdido no tempo normal, quando voltou a empatar sem gols diante do rival Internacional, o Tricolor conseguiu vencer nas penalidades: 3 a 2.

“O título vai para o meu grupo, nossa torcida. Foi o primeiro estadual na Arena. Eu estou cansado, cansado de dar volta olímpica´´, brincou o técnico Renato Gaúcho, que ganhou seis taças desde que chegou ao Grêmio, em setembro de 2016.

Os mais de 51 mil torcedores presentes na Arena assistiram a um jogo pegado e nervoso, o que não poderia ser diferente para Gre-Nal. O Grêmio se impôs e levou perigo a meta colorada por vezes na etapa incial. A melhor chance foi aos 15 minutos, em contra-ataque, quando Everton recebeu e chutou forte. No lance, Marcelo Lomba defendeu com rebote e André aproveitou para estufar as redes, mas a arbitragem assinalou impedimento no gol gremista. Já a oportunidade adversária parou nas mãos de Paulo Victor, que defendeu uma bola de Guerrero.

No segundo tempo, o Tricolor passou a ter mais posse de bola. Aos 23 minutos, entou pela esquerda com Cortez, que caiu dentro da área, depois ser puxado por Guilherme Parede. O lance foi analisado pelo VAR e o pênalti assinalado para os gremistas. Houve confusão, em que D’Alessandro e o técnico Odair terminaram expulsos. Na cobrança, aos 29, André chutou no canto esquerdo e Marcelo Lomba defendeu. No rebote, Geromel chutou por sobre a meta, depois de dividir com Dourado.

Outras duas boas chances surgiram nos minutos finais. Aos 49. Everton recebeu na esquerda, invadiu a área e buscou o ângulo esquerdo de Lomba. A bola saiu por detalhe. No lance seguinte, o atacante recebeu novamente e mandou uma bomba, que explodiu na trave.

Com o zero a zero no tempo regulamentar, o jogo foi decidido nas penalidades. Depois de muito nervosismo, o Tricolor venceu o Internacional por 3 a 2. Tardelli, Matheus Henrique e André marcaram para os gremistas.

Penalidades

A primeira cobrança foi feita por Camilo, de chapa, no canto esquerdo. Paulo Victor foi lá e fez uma grande defesa. Diego Tardelli cobrou para o Grêmio e marcou, batendo rasteiro, no canto direito, passando embaixo de Marcelo Lomba: 1 a 0.

Rafael Sobis foi o segundo a cobrar e mandou forte no canto esquerdo, sem chances de defesa: 1 a 1. Everton isolou a cobrança, deixando tudo igual.

Guerrero cobrou para o Internacional e assinalou, colocando o Inter na frente: 2 a 1. Matheus Henrique foi o terceiro a cobrar para o Tricolor. O volante chutou no canto direito, fazendo o segundo gol gremista: 2 a 2

A quarta cobrança do Inter foi feita por Cuesta. Chutou no canto direito e Paulo Victor defendeu mais uma vez. Michel, de perna canhota bateu no lado direito, para mais uma defesa de Marcelo Lomba. E seguiu 2 a 2.

Nico López foi para a terceira cobrança do Colorado, mandou uma bomba no canto esquerdo para mais uma defesa do goleiro gremista. André, que havia perdido no tempo normal, cobrou a última penalidade. Mandou no canto direito de Lomba, marcando e decretando a vitória para o Grêmio: 3 a 2.

Crédito da fotos: Lucas Uebel / Grêmio – Fonte: assessoria de imprensa

Comentários

avatar
  Subscribe  
Notify of