Gaúcho: Rafael Jataí atribui eliminação do Juventude frente ao Grêmio à goleada por 6 a 0 no Alfredo Jaconi

Com missão indelicada, time da Serra Gaúcha voltou para a cidade de Caxias do Sul (RS) com o empate em 0 a 0 e eliminação do Campeonato Gaúcho

A missão do Juventude contra o Grêmio, atual campeão Gaúcho, era daquelas consideradas praticamente impossível. O Alviverde da cidade de Caxias do Sul (RS) precisava reverter a vantagem de seis gols conquistada pelo Tricolor dos Pampas no primeiro jogo realizado no estádio Alfredo Jaconi. Para o volante Rafael Jataí aquela goleada foi determinante para a eliminação do Papão nesta fase quartas de final do Campeonato Gaúcho.

“O placar de 6 a 0 não foi o que é o Juventude. A gente sabe que esse grupo tem muito homem e tem trabalhado forte. Infelizmente, no jogo em casa [estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)] a gente teve essa infelicidade. A gente sabe que é futebol e que a expulsão foi suficiente para perder o jogo, mas não da maneira como aconteceu”, explicou o volante Rafael Jataí.

Com a desclassificação praticamente decretada por conta do placar do primeiro confronto entre as equipes, Jataí afirmou que restou apenas ao Juventude entrar em campo para honrar a camisa do clube. Apesar do cenário negativo, ele aprovou a postura do time diante do Grêmio, além de ressaltar as dificuldades que o time iria encontrar naquele duelo válido por aquela competição estadual.

“Tínhamos a ciência de que iríamos cair, mas entramos em campo para honrar a camisa do Juventude. Quem entrasse em campo tinha que ter brio. Sabíamos que se classificar era muito difícil por ter que fazer 6 a 0, aqui [Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)] no Grêmio. Mas, que viríamos para sairmos honrados e por que o Juventude é uma equipe grande”, concluiu.

Depois de uma derrota [6 a 0] e um empate [0 a 0] diante do Grêmio, o Juventude acabou eliminado desta atual edição do Campeonato Gaúcho. Em 13 jogos pela competição estadual, o Jú obteve como retrospecto 4 vitórias, 3 empates e 6 derrotas. Seu ataque marcou 10 gols, enquanto o setor defensivo sofreu 21 gols. Agora, a equipe da cidade de Caxias do Sul (RS) volta suas atenções para a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C.

Fonte: Rádio Caxias 93.5 FM – Caxias do Sul (RS)

Comentários

avatar
  Subscribe  
Notify of