Libertadores: Atlético-MG aposta no apoio da torcida para decidir seu futuro contra o Danubio (URU)

Após o empate por 2 a 2 no Uruguai, na partida de ida, o Galo pode até empatar por 0 a 0 ou 1 a 1, dentro de casa, para garantir a sua classificação para a terceira fase do principal torneio sul-americana. E a força da galera será o seu principal combustível

Da Redação
Belo Horizonte. MG, 11 de fevereiro de 2019

Quando a bola rolar às 19h15 desta terça-feira (12/2), na Arena Independência, o Atlético jogará sua primeira decisão na temporada 2019. Depois de empatar por 2 a 2 no Uruguai, o Galo receberá o Danubio no jogo de volta da segunda fase da Libertadores.

A equipe que vencer avançará para a terceira fase da competição. Os empates por 0 a 0 e 1 a 1 são favoráveis ao Galo e um novo empate por 2 a 2 levará a decisão da vaga para os pênaltis. As igualdades com três ou mais gols para cada lado dão a classificação ao time uruguaio.

Os ingressos estão esgotados desde a última sexta-feira, situação destacada pelo goleiro Victor.

“O fato dos ingressos terem se esgotado desde o final da semana passada demonstra o tanto que o torcedor confia, apoia e espera por esse momento, assim como a gente. Sabemos da responsabilidade, daquilo que esse jogo representa para nós em termos de continuidade na temporada. Então, temos que ter, nesse jogo, toda a concentração, foco e dedicação que a gente puder ter. Esperamos um jogo com clima de Libertadores, aquela sinergia da torcida com os jogadores´´, disse o camisa 1, emendando em seguida.

“É emocionante jogar com o Horto cheio, pulsante, como sempre foi nos jogos pela Libertadores. A gente sabe da expectativa do torcedor e o quanto é importante esse jogo para ele. Podem ter certeza que, dentro de campo, vamos deixar a vida, se preciso, para buscar a classificação. É jogo que vale muito para a equipe na temporada. Temos ciência da importância da partida e também do apoio do torcedor durante os 90 minutos´´, completou Victor.

Contando com a força de sua atuante e apaixonada torcida, o Atlético é andante bastante temido na Libertadores. Nas últimas cinco edições que disputou (2013, 2014, 2015, 2016 e 2017), o Galo fez 24 jogos em casa, com o excelente aproveitamento de 81,94%.

Foram 18 vitórias, cinco empates e apenas uma derrota, 52 gols a favor, média superior a dois gols por partida, e 17 sofridos.

Fonte: assessoria de imprensa do Atlético