Opinião: Dudu, do Atlhetic Center Maradona, da Vila Brasilândia, ao profissional do E.C. São Bernardo

O garoto Dudu começou a jogar futebol aos cinco anos de idade, no projeto social Atlhetic Center Maradona, da Vila Brasilândia, Zona Norte de São Paulo. Driblando dificuldades, ele hoje é titular do Cachorrão do Grande ABC na Série A3

Coluna Futebol Caipira, por Luiz Ademar
São Paulo, SP, 1º de março de 2019

O mundo da bola tem histórias fascinantes, de superação, dificuldades e esforço para ser jogador de futebol profissional. E o volante Dudu, de apenas 18 anos, está fazendo história no EC São Bernardo, que disputa a Terceira Divisão (Série A3) do Campeonato Paulista em 2019, é mais um exemplo de sucesso e volta por cima.

O garoto Dudu, ou Eduardo Voltan, começou a jogar futebol aos cinco anos de idade, no projeto social Atlhetic Center Maradona, da Vila Brasilândia, Zona Norte de São Paulo. Driblando dificuldades e sendo orientando a jamais abandonar os estudos e a se aplicar nos treinamentos diários, o menino foi crescendo e mostrando talento com a bola nos pés.

Dudu não mediu esforços para tentar ser jogador de futebol profissional. Sempre orientado pelo professor Maradona, que concilia o seu trabalho com o mundo da bola, sempre voltado ao projeto social para tirar as crianças das ruas, afastá-las das drogas e colocar o esporte em suas vidas, o resultado não poderia ser melhor.

Depois de tentar a sortes em vários clube, Brusque, de Santa Catarina; Paulista, de Jundiaí, e Juventus, Dudu chegou para atuar nas categorias de base do E.C São Bernardo, da cidade de São Bernardo do Campo.

Em 2019, titular do E.C. São Bernardo na Copa São Paulo de Futebol Júnior, a tradicional Copinha, Dudu foi o principal destaque da equipe. Tanto que na primeira fase ele fez um gol diante do o ABC, de Natal-RN, e ganhou muitos elogios no clube.

Apesar de não ter ido muito longe na Copinha, o E.C. São Bernardo conseguiu revelar o volante Dudu, que mesmo com 18 anos foi profissionalizado e passou a integrar o elenco profissional para disputar a Terceira Divisão do Campeonato Paulista. E não demorou para o garoto bom de bola conseguir vaga no time titular do profissional.

“Fico feliz em ser o primeiro jogador da geração de 2000 a jogar pelo clube e mais ainda por fazer parte do grupo principal do EC São Bernardo. Sempre quis me tornar profissional e estou aprendendo a cada dia com os meus companheiros. Procuro escutar os mais experientes sempre´´, disse Dudu.

Para o garoto, que deixou a equipe que disputou a Copinha para entrar no time titular, a responsabilidade não fez diferença. Ele está preparado para o desafio e vem encarando com naturalidade o futebol profissional.

“Não muda muito! São mais questões de força e toque de bola, que são mais pedidos no profissional. Consegui me firmar no elenco, busquei meu espaço nos treinos e estou fazendo a minha parte. A cada dia que passa quero mostrar o meu potencial e deixar as coisa acontecerem´´, afirmou.

Na 10ª colocação na tabela de classificação da Terceira Divissão (Série A3) do Paulista, o EC São Bernardo luta para entrar no G8 e garantir classificação para a segunda fase. Faltando cinco rodadas para encerrar a primeira fase, a equipe precisa somar pontos para continuar lutando pelo acesso à Segunda Divisão (Série A2).