Paulistão: Sampaoli admite superioridade do Corinthians diante do Santos e reclama da dupla de zaga

Com muitas falhas defensivas, raras jogadas criativas e poucas finalizações, o Peixe não merecia melhor sorte e perdeu para o Timão por 2 a 1, no duelo de ida das semifinais do Estadual, neste domingo (31/3), em Itaquera

O Santos decepcionou a sua torcida no primeiro jogo das semifinais do Campeonato Paulista. Não foi criativo, errou muito, finalizou pouco e ainda viu a sua dupla de zaga vacilar muito na derrota para o Corinthians por 2 a 1, neste domingo (31/3), em Itaquera.

Quem fez essas observações foi o técnico argentino Jorge Sampaoli. Para ele, o adversário foi melhor que o Peixe na maior parte do clássico e mereceu a vitória dentro de casa.

“O resultado é mérito do rival, que jogou como quis. O Corinthians prevaleceu. Não nos atacou, mas nos neutralizou. Isso nos incomodou e nós não tivemos resposta. Mérito do rival´´, disse Sampaoli, esbanjando sinceridade.

Quem também mereceu críticas do treinador foi a dupla de zaga. Não o colombiano Aguilar, que após choque de cabeça com o lateral corintiano Danilo Avelar, deixou o gramado de ambulância, fez exames, está hospitalizado, mas já passa bem e receberá alta esta segunda-feira (1/4). As atuações de Luiz Felipe e Lucas Veríssimo não foram aprovadas.

“Nossos zagueiros titulares estavam sólidos (Gustavo Henrique, que não atuou por estar contundido, e Aguilar, que atuou pouco tempo). Jogar contra o Corinthians com Luiz Felipe e Veríssimo foi difícil, apesar de serem bons jogadores´´, lamentou o treinador, sem rifar sem reservas, mas admitindo que os dois tiveram atuações nada convincentes.

De olho a partida de volta, Sampaoli admitiu que vai treinar os setores criativo e ofensivo porque o Santos vai encarar uma equipe que marca muito bem e sofre poucos gols. E no Pacaembu o Peixe não poderá cometer erros.

“O plano era ter Cueva de falso 9, com Sanchez e Derlis abertos. Mas não tivemos muitos momentos ofensivos no primeiro tempo. Por isso trocamos no segundo tempo com Carlos (Sanchez]) Derlis, Soteldo e Rodrygo, mas o problema esteve na construção do jogo´´, explicou, emendando o que pretende fazer no duelo de volta, no Pacaembu.

“O Corinthians gosta de se defender, vamos ter que ser muito criativos. Hoje nos vimos neutralizados e vamos trabalhar isso. Houve momentos em que Vagner Love e Clayson defendiam junto com os laterais. Contra rival que se multiplica para marcar, nós temos que ter outras alternativas´´, avisou.

Comentários

avatar
  Subscribe  
Notify of