Série A: Botafogo encara o Bahia na Arena Fonte Nova querendo recuperar fora os pontos perdidos em casa

O treinador do Fogão admite que será um jogo perigoso em Salvador. Mas, depois do empate sem gols diante do Ceará, em casa, quando a equipe saiu vaiada de campo, ele exige reação imediata diante do Tricolor baiano, neste domingo, às 16 horas

Da Redação
Rio de Janeiro, RJ, 9 de junho de 2018

Antes da pausa para a Copa do Mundo o Botafogo terá duas batalhas pela frente e a primeira será fora de casa diante do Bahia, neste domingo (10/6), às 16 horas, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela 11ª rodada. Um adversário que não está tão bem na classificação, mas que é muito forte em seus domínios. Do lado Alvinegro, mais uma oportunidade de vencer fora de casa, meta alcançada pela primeira vez diante do Vasco e que quer ser repetida pela equipe após empate sem gols diante do lanterna Ceará, em pleno estádio Nilton Santos.

“ Primeiro precisamos recuperar os pontos fora. Precisamos focar muito nesse jogo contra o Bahia. Eles são fortes lá, um time que propõe muito o jogo e que o torcedor vai. Vi uma entrevista do Guto, antes do anúncio da sua saída, quando ele estava agradecendo a presença dos torcedores, que estavam comparecendo muito e temos que estar preparados. Depois pensamos no Atlético, que será só na quarta-feira´´, destacou o técnico Alberto Valentim.

O treinador alvinegro também destacou a questão da regularidade, equilíbrio necessário e cobiçado por todas as equipes que disputam o Brasileirão. O foco é manter o nível de atuação da equipe em busca dos três pontos.

“Precisamos ser mais regulares, coisa que perdemos um pouco. Contra o São Paulo fizemos bom jogo, não conseguimos vencer e fizemos boa partida contra o Vasco e conseguimos a vitória. Alí poderíamos ter feito as duas vitórias seguidas. Não conseguimos manter a mesma atuação contra o Ceará e precisamos repetir o nível de atuação que nos leve a vitória´´, comentou.

Confira alguns trechos da entrevista coletiva de Alberto Valentim:

IGOR RABELLO

– O Rabello é o único jogador do elenco que jogou todas e por 90 minutos. Um jogador que nos dá muita segurança, peça fundamental no nosso time. Um jogador muito regular e que dá muito segurança por baixo, por cima e que está melhorando sua saída de bola, qualidade técnica. Tudo que é passado para ele, altura de marcação, posicionamento tanto pelo lado direito quanto o esquerdo, tudo pedido ou treinado pelas primeiras vezes sob o meu comando, ele fez. Isso é muito bom para o treinador, além das qualidades que ele tem como jogador.

BRENNER

– Falo sempre e até agora pouco estava falando de um jogador que foi titular comigo nas primeiras partidas sob meu comando e agora não está indo sequer para o banco, que é o Marcelo Benevenuto. Todos os jogadores devem estar prontos para jogar e o Brenner é um jogador que está treinando muito forte e respeitando muito essa condição atual de não começar jogando. Ele tem que continuar assim, no futebol todos têm que estar preparados. Um jogador que conto muito e que nos ajudou desde o meu primeiro dia aqui. Tem que estar pronto para quando a oportunidade surgir entrando desde o início ou durante as partidas. Irá nos ajudar muito nessa temporada.

A EVOLUÇÃO DE AGUIRRE

– O Aguirre taticamente tem procurado fazer tudo aquilo que a gente pede, é um jogador muito comprometido, mas ainda o vejo buscando a sua melhor forma. Tenho certeza que ainda não está 100% fisicamente e ele só conseguirá isso jogando. Não adianta colocar o cara para correr 30 km todo dia que não conseguirá alcançar a condição de ritmo de jogo. Estou gostando dele, está crescendo muito na parte física e ainda nos ajudará muito. Tanto como um 9, como um falso 9, ou de beirada, como tenho utilizado na aproximação com o Kieza. Está crescendo.

VAI E VEM DO MERCADO

– Em relação a saídas, entendemos muito bem o nosso futebol, a nossa economia do país e se amanhã pintar alguma proposta para algum jogador nosso sabemos da necessidade da venda, que vai ser bom para o clube e para o próprio jogador também. Temos que estar cientes disso. Em relação a chegada de jogadores, a gente tem que ver também. Teremos conversas sobre isso para sabermos se vamos poder qualificar ainda mais o nosso grupo, com jogadores dentro do nosso perfil.

 

 

Fonte: assessoria de imprensa do Botafogo