Série A: Na estreia de Adilson Batista, América-MG derrota o Inter e deixa a zona do rebaixamento

Com atuação primoroso no primeiro tempo, quando abriu vantagem de 2 a 0, com belos gols de Juninho e Giovanni, o Coelho, agora sob nova direção, superou o Colorado por 2 a 1. Jonatan Alvez descontou no minutos finais do segundo tempo

Da Redação
Belo Horizonte, MG, 27 de julho de 2018

Com o pé direito! Na estreia do técnico Adílson Batista, o América venceu o Internacional por 2 a 1, quinta-feira (26/7), no Independência, em Belo Horizonte, pela 15ª rodada no Campeonato Brasileiro, e deixou a zona de rebaixamento. O Coelho agora tem 17 pontos, ocupando a 14ª colocação.

O América começou pressionando e, logo no início, abriu o placar. Carlinhos bateu o lateral rapidamente, Ruy rolou para Juninho, que acertou um lindíssimo chute e a bola foi no ângulo.

Depois do gol, o Inter começou a ensaiar uma pressão, mas não conseguiu criar muito. As únicas chances de perigo foram em duas cabeçadas de Leandro Damião. Uma defendida, com tranquilidade, por João Ricardo, e outra que foi para fora.

Já no final da primeira etapa, o Coelho voltou a crescer na partida e conseguiu ampliar o marcador. Ruy deu um lançamento cinematográfico para Giovanni, que só tirou do goleiro Danilo Fernandes: 2 a 0.

O segundo tempo começou com o América assustando o Colorado. Juninho tabelou com Rafael Moura e ficou de frente para o goleiro, que, em dois tempos, conseguiu defender o chute. Depois, o Inter quase desscontou em chute de Pottker, que recebeu um belo lançamento de D’Alessandro.

O jogo continuava franco e com as duas equipes tentando criar chances claras de gol. No final da partida, o Inter conseguiu descontar com o atacante Jonatan Álvarez. Mas já era tarde e deu Coelho!

O próximo adversário do Coelho, pelo Campeonato Brasileiro, será o Santos, neste domingo (29), às 19 horas, na Vila Belmiro, pela 16ª rodada.

AMÉRICA  2 x 1 INTERNACIONAL

Brasileirão – 15ª rodada
Estádio: Independência, em Belo Horizonte
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (CBF-SP)
Auxiliares: Marcelo Carvalho Va Gasse (FIFA-SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA-SP)
Cartões amarelos: Rafael Moura, Leandro Donizete (América)/ Víctor Cuesta, Jonatan Álvarez (Inter)
Cartões Vermelhos: Wesley (América) e D’Alessandro (Inter)
Renda: R$ 30.026,00 – Público: 4.625
Gols: Juninho, aos 5; e Giovanni, aos 34 minutos do primeiro tempo. Jonatan Álvez, aos 44 minutos da etapa final

AMÉRICA
João Ricardo; Aderlan, Matheus Ferraz, Messias e Carlinhos; Leandro Donizete, Juninho, Wesley e Ruy (Matheusinho); Giovanni (Gerson Magrão) e Rafael Moura (Zé Ricardo)
Técnico: Adílson Batista

INTERNACIONAL
Danilo Fernandes; Zeca, Víctor Cuesta, Klaus e Iago; Patric, Edenílson, Pottker; Lucca (D’Alessandro), Nico López (Camilo) e Leandro Damião (Jonatan Álvez)
Técnico: Odair Helmann