Série A: São Paulo negocia o volante Petros, com o Al Nassr, da Arábia Saudita, por R$ 22,1 milhões

Após se reapresentar no CT da Barra Funda nesta terça-feira, o jogador aceitou a proposta do clube árabe e se despediu dos amigos. Ele havia sido contratado no ano passado junto ao Betis, da Espanha, e o Tricolor tinha 100% dos direitos econômicos

Da Redação
São Paulo, SP, 26 de junho de 2018

 

A reapresentação do elenco do São Paulo, nesta terça-feira (26/6), no Centro de Treinamentos da Barra Funda, teve novidades. O colombiano meia Rojas, ex-Talleres, da Argentina, foi recepcionado pelos companheiros, e começou a trabalhar visando o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana, no segundo semestre. E o volante Petros, que compareceu ao clube, acertou com a diretoria a sua transferência em definitivo para o Al Nassr, da Arábia Saudita, por cinco milhões de euros (R$ 22,1 milhões).

A negociação entre São Paulo e Al Nassr já estava sacramentada. Porém, faltava a anuência do jogador, que estava curtindo o período de férias durante a paralisação das competições oficiais para a disputa da Copa do Mundo da Rússia. Petros se reapresentou e, interessado nos números da transação, aceitou o desafio de jogar na Arábia Saudita pelos próximos dois anos.

Petros chegou ao São Paulo durante o Campeonato Brasileiro de 2017. Mas, logo após a sua estreia, o técnico Rogério Ceni foi demitido e ele amargou, junto com o elenco e o técnico Dorival Júnior, luta incessante para impedir o rebaixamento para a Série B. E foi muito importante com o seu futebol e liderança para tirar a equipe do sufoco.

Em 2018, após a saída de Dorival Júnior e a chegada de Diego Aguirre, ele vinha alternando entre o time titular e o banco de reservas. E, na reta final deste primeiro semestre, havia perdido a vaga para o volante Hudson.

Com a transferência de Petros, o São Paulo perdeu o terceiro jogador para clubes da Arábia Saudita. Afinal, Marcos Guilherme, que não teve o seu empréstimo prorrogado pelo Atlético-PR, e o meia Valdívia, que pertencia ao Internacional, também mudaram de ares e foram para o mesmo país.