Série B: Apesar da derrota, atletas do Vovô aprovam atuação diante do CRB

Atuando fora de seus domínios, o Ceará estreou com derrota nesta edição do Campeonato Brasileiro da Série B

Maxi Biancucchi, primo de Messi, acredita que o Ceará merecia sorte melhor contra o CRB - Crédito: Divulgação / Ceará S.C.

Da Redação
Maceió, AL, 12 de maio de 2017

A estreia do Ceará nesta edição do Campeonato Brasileiro da Série B não foi das melhores. O time do técnico Givanildo Oliveira foi até o estádio Rei Pelé e deixou a cidade de Maceió com a derrota por 1 a 0. Apesar do resultado negativo, o meia argentino Maxi Biancucchi e o volante Richardson aprovaram a atuação do Vovô.

“Foi um jogo equilibrado, mas acho que a gente jogou melhor, porém, tomamos um gol. O time não mereceu sair daqui com a derrota. Preciso pegar ritmo de jogo, que não é fácil, fiquei gripado, mas tentei aproveitar esse momento, mas não consegui ajudar a equipe”, disse Maxi Biancucchi, meia do Ceará.

Já o volante Richardson compartilhou da mesma observação do primo de Messi e ressalta as dificuldades em jogar contra o time alagoano em seus domínios. No entanto, ele entende que por conta do equilíbrio entre as equipes, o Ceará precisa fazer valer o mando de campo e conquistar os três pontos independente do adversário.

“A gente sabia que não seria fácil jogar, aqui, contra o CRB. Acredito que fizemos um bom jogo, mas pecamos na finalização e em uma bola eles acabaram fazendo o gol. Agora é levantar a cabeça, até por que temos mais 38 rodadas e o negócio aproveitar os jogos em casa”, concluiu Richardson.

Depois de estrear com a derrota por 1 a 0 frente ao CRB, fora de casa, o Ceará recebe na próxima terça-feira, 16, ás 21h30, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza (CE), o Boa Esporte, atual campeão Brasileiro da Série C. Os quatro primeiros colocados garantem vaga na próxima edição da Série A do Campeonato Brasileiro.