Série D: Em boa fase no Paulistão, Ituano conhece os seus adversários na última divisão nacional

No Grupo D do Campeonato Paulista, onde é vice-líder e luta, com São Paulo e Oeste, de Barueri, pela classificação às quartas de final, o Galo de Itu conheceu os seus rivais na Série D: URT, de Minais Gerais; Serra, do Espírito Santos, e Brasiliense-DF

Da Redação
Itu, SP, 1º de março de 2019

A CBF divulgou nesta sexta-feira (1/3) os grupos do Campeonato Brasileiro Série D de 2019. O Ituano desta vez não está na chave contra os clubes da região sul, como aconteceu nas últimas três participações. O Galo de Itu vai enfrentar o URT, de Patos de Minas, cidade próxima a Uberlândia, o Serra, da região da Grande Vitória, no Espírito Santo, e o Brasiliense, de Taguatinga, no Distrito Federal.

O Ituano vai disputar sua quinta Série D. Em 2009, no primeiro ano da disputa, e, em 2017, foi eliminado logo na primeira fase. Em 2014 chegou às oitavas de final. Foi eliminado nos pênaltis pelo Moto Club, em São Luís. Em 2016 chegou às quartas de final e foi eliminado pelo CSA, em Maceió, que subiu.

Conheça os adversários do Ituano em 2019:

Brasiliense é o único adversário do grupo que o Ituano já enfrentou. Foram sete jogos na Série B, com 3 vitórias do Ituano, um empate e 3 derrotas na Boca do Jacaré, como é conhecido o estádio Elmo Serejo, com capacidade de 35 mil lugares.

O Brasiliense é o clube mais novo entre os quatro do grupo. Foi fundado em 2000, pelo ex-senador Luís Estevão. O clube foi campeão Brasileiro Série C em 2002 e Série B em 2004. Ainda em 2002 foi vice-campeão da Copa do Brasil contra o Corinthians. Conquistou seis títulos do Distrito Federal de 2004 a 2009.

No ano passado, o Brasiliense foi eliminado nas oitavas de final da Série D pelo Campinense em Campina Grande. Em 2014 também disputou a Série D e foi eliminado nas quartas de final pelo Brasil, de Pelotas, que subiu. Na atual temporada briga com o Gama pela liderança do Campeonato Candango. Em seis jogos tem cinco vitórias e um empate. Marcou 11 gols e não sofreu nenhum gol. Na Copa do Brasil foi eliminado após empatar sem gols com o CRB, de Maceió-AL.

URT significa União Recreativa dos Trabalhadores. O clube foi fundado em 1939 pelo Sindicato da Indústria e Comércio. Na década de 40 só permitiam os trabalhadores sindicalizados na equipe. Seu estádio é o Zama Maciel para apenas 5.200 torcedores. O Trovão Azul foi campeão da segunda divisão em 1994. Mas em 1991 já tinha conquistado o acesso ao ser vice-campeão da segunda divisão. Sua melhor colocação no Campeonato Mineiro foi em 2002, quando terminou na sexta posição.

Embora seja o único clube dos quatro que ainda não venceu um Estadual da Primeira Divisão, o URT disputou as últimas três Séries D e sempre passou de fase. Em 2016 foi eliminado na segunda fase pelo Volta Redonda-RJ, que subiu naquele ano.

Em 2017, a URT foi eliminada pelo Globo-RN nas quartas de final, que subiu. E, no ano passado, foi eliminado pelo Treze, de Campina Grande, que também subiu. Na atual temporada o URT está na nona posição do Mineiro, e se classificam oito times para a próxima fase. Disputou a Copa do Brasil e foi eliminado pelo Vila Nova, de Goiânia, após empate em 2 a 2. Nunca enfrentou o Ituano.

O Serra FC é o clube mais velho dos quatro no grupo. Foi fundado em 1930, mas só subiu para a primeira divisão em 1997. Seu estádio Roberto Siqueira Lopes é pequeno e tem capacidade para três mil torcedores. A Cobra Coral, quando subiu, conquistou cinco títulos capixabas (1999, 2003/04/05 e 2008).

Em 1999 foi o primeiro clube do Espírito Santo a vencer no Maracanã. Eliminou o Fluminense, na Copa do Brasil. Na temporada está em oitavo lugar, brigando para permanecer na Primeira Divisão. O Estadual tem apenas 10 clubes e os últimos dois descem. Na Copa do Brasil foi eliminado pelo Vasco, ao perder por 2 a 0, em casa. Esta será a primeira vez que o Ituano vai enfrentar um clube capixaba.

Fonte: assessoria de imprensa do Ituano