Série A: Para o atacante Rildo má fase do Coritiba no Brasileiro não tem explicação

Após derrota por 1 a 0, em pleno, Couto Pereira, em Curitiba (PR), para o Grêmio, o time paranaense se manteve na penúltima posição com apenas 28 pontos

Da Redação
Curitiba, PR, 15 de outubro de 2017

O gol do meia Ramiro, do Grêmio, aos 46 minutos da etapa final, deixou o Coritiba, do técnico Marcelo Oliveira, em uma situação extremamente delicada na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro. O time Coxa-Branca ocupa a penúltima colocação da competição nacional com apenas 28 pontos conquistados, dois a mais que o lanterna Atlético (GO).

Em um jogo fraco tecnicamente, o gol gremista marcado pelo meia Ramiro saiu apenas nos minutos finais do confronto. O atacante Jael se atrapalhou na jogada, porém, contou com a colaboração do volante Jonas para receber novamente a posse de bola e colocar o camisa 17 em boas condições para concluir ao gol defendido pelo goleiro Wilson, que nada pode fazer no lance.

Já o atacante Rildo, contratado por empréstimo junto ao Corinthians, entende que o momento ruim dos paranaenses no Campeonato Brasileiro não possui explicação concreta. Ele acredita que a melhor alternativa é voltar ás atenções para a realização de um trabalho de recuperação e buscar a permanência do clube na elite do futebol nacional.

“É difícil falar nessa hora. O momento é complicado. São muitos jogos sem ganhar. Na minha opinião não fizemos um jogo tão ruim e fomos castigados no final. Mas, eu acho que não tem muito o que falar. Agora é trabalhar. Temos que honrar essa camisa até o fim e vamos tentar sair dessa situação”, lamentou o atacante Rildo.

Na 19ª colocação do Campeonato Brasileiro da Série A com 28 pontos conquistados em 28 jogos realizados, o Coritiba recebe nesta quarta-feira, 18, ás 19h30, no estádio Major Couto Pereira, em Curitiba (PR), o Cruzeiro, 5° colocado na competição nacional com 47 pontos ganhos. A partida é válida pela 29ª rodada. Os sete primeiros colocados garantem vaga na próxima edição da Copa Libertadores.