Sul-Americana: Golaço de Alex Santana é destaque na vitória do Botafogo diante do Defensa y Justicia-ARG

Uma partida para ficar marcada na memória do torcedor pela classificação à segunda fase e, principalmente, do volante botafoguense que fez gol pouco após a linha do meio-campo, dando a vitória por 3 a 0, fora de casa, diante dos argentinos

Da Redação
Buenos Aires-ARG, 21 de fevereiro de 2019

Foi avassaladora a vitória do Botafogo, que garantiu a sua classificação para a segunda fase da Copa Sul-Americana. Depois de vencer em casa por 1 a 0, o Fogão foi até a Argentina e bateu outra vez o Defensa y Justicia (ARG), agora por 3 a 0, no Estádio Norberto Tito Tomaghello, na quarta-feira (20/2). Erik fez dois gols, mas o destaque foi Alex Santana, que fez golaço, quase do meio-campo, e arrancou aplausos até da torcida adversária.

“Consegui acertar belo chute. E preciso agradecer o Diego Cavalieri, que no intervalo me falou que o goleiro deles jogava adiantado. Fui feliz e fiz o gol. Começaram até bater palmas, mas nem vi que era para mim. A emoção foi grande de fazer o gol. Tenho a virtude de chutar bastante de fora da área e fui feliz no gol´´, explicou Alex Santana.

Com sinceridade, Alex Santana admitiu que o Botafogo sofreu pressão no primeiro tempo. Afinal, o Defensa y Justicia jogava em casa, onde estava invicto e ocupa a vice-liderança no Campeonato Argentino.

“O adversário era muito qualificado. Difícil ganhar deles na Argentina, onde estavam invictos. Jogamos bem, conseguimos suportar a pressão no primeiro tempo. No segundo, eles precisavam do resultado e saíram para o jogo e atuamos com inteligência´´, analisou.

O JOGO

O Botafogo fez grande partida na Argentina. Apesar de o primeiro tempo ter mostrado o Defensa y Justica com alto índice de posse de bola e jogando no campo de ataque, o Fogão foi consistente em sua estratégia, se defendeu bem e matou o jogo na etapa final.

No início, houve sustos do Defensa. Castro cabeceou uma bola perigosa por cima, Gatito teve trabalho em seguidas finalizações. E o Botafogo levou diversos cartões amarelos.

Aos poucos, porém, passada a pressão inicial, o Botafogo começou a sair mais. Quase marcou aos 32 minutos, quando Rodrigo Pimpão cruzou, Kieza chegou na dividida, mas o zagueiro cortou para trás. Já aos 45, foi o Defensa que atacou e Marcelo Benevenuto salvou.

No segundo tempo, o Botafogo deu show! Começou aos oito minutos, com lançamento de Jean para Erik ganhar do zagueiro e finalizar na saída do goleiro: 1 a 0.

O Defensa até se lançou ao ataque, deu trabalho para a defesa e para Gatito Fernández. Teve um gol bem anulado aos 22. E provocou a expulsão de Marcinho, aos 23. Mas foi o Botafogo que marcou! Aos 26, em belo contra-ataque, Luiz Fernando tocou para Rodrigo Pimpão driblar o zagueiro e sofrer pênalti. Erik bateu e fez 2 a 0!

E ainda teve o grande final. Quase do meio-de-campo, Alex Santana observou o goleiro adiantado e bateu por cobertura, em um golaço!

BOTAFOGO: Gatito, Marcinho, Marcelo, Gabriel e Jonathan (Gilson); Jean, Alex Santana e Luiz Fernando (Leo Valencia); Rodrigo Pimpão, Erik e Kieza (Helerson). Técnico: Zé Ricardo.

 

Fonte: assessoria de imprensa do Botafogo