Sul-Americana: Sampaoli entende que Pacaembu vazio e empate no Uruguai eliminaram o Santos

Depois de empatar por 0 a 0 no Uruguai, quando desperdiçou várias chances de gol, no duelo de ida, o Peixe ficou no empate por 1 a 1 com o River Plate-URU, em casa, nesta terça-feira (26/2), na partida de volta, e caiu logo na primeira fase do torneio

Da Redação
São Paulo, SP, 26 de fevereiro de 2019

O Santos está eliminado logo na primeira fase da Copa Sul-Americana. Depois de empatar no Uruguai, por 0 a 0, no jogo de ida, o Peixe ficou em nova igualdade, agora por 1 a 1, com o River Plate-URU, na noite desta terça-feira (26/2), no Pacaembu, na partida de volta, e foi eliminado pelo gol sofrido dentro de casa.

O detalhe é que o Santos, punido pela Conmebol pelos incidentes na Libertadores do ano passado, jogou no Pacaembu vazio, com portões fechados. E o técnico argentino, que lamentou ter perdido muitos gols na casa do adversário, também ficou surpreso com a falta de público.

“Entendo que essa experiência de jogar sem público não é boa para ninguém. Nós estranhamos isso, mas sabíamos e viemos preparados para jogar assim. Nós fomos surpreendidos em apenas uma oportunidade na partida, a do gol do River´´, afirmou o treinador.

Sampaoli analisou também as substituições que fez no segundo tempo, com as entradas de Felippe Cardoso e Yuri.

“Quando não encontramos o caminho pré-estabelecidos, temos que encontrar alternativas. Jogaríamos com dois extremos e um nove. No momento a gente necessitava ter o controle da bola de trás. Fizemos isso bem contra o Palmeiras. A intenção da equipe e do grupo era ganhar a partida. Dou valor sempre as intenções. Amanhã já nos preparamos para a próxima partida. Santos está em crescimento´´, ressaltou.

O treinador argentino também fez questão de ressaltar a estratégia adotada pelo River Plate, do Uruguai, que marcou muito bem na parte defensiva e explorou, de maneira fatal, o contra-ataque.

“A ideia era ter nossos jogadores perto da área deles. Não encontramos esse caminho. Com o passar do tempo, eles nos neutralizaram. A eliminação do Santos tem mais a ver com o que passou no Uruguai. Um rival que aproveita a situação da partida. Nos faltou a dinâmica que tivemos em outras partidas para quebrar esse tipo de defesa´´, explicou Sampaoli.

O Peixe jogou com: Vanderlei; Victor Ferraz, Gustavo Henrique, Aguilar e Copete; Alison (Yuri), Carlos Sánchez, Diego Pituca (Felippe Cardoso) e Jean Mota; Soteldo e Derlis González..